Servir o povo é dever, não favor, do governo

Por: Francisco J. P. Chuquela

A maioria dos 22 milhões de moçambicanos, enfraquecida pela fraca educação e falta de informação, pensa que os serviços públicos são fruto de “bom coração dos governantes”. Essa errada percepção de que o governo está a prestar favores ao povo através de hospitais, escolas… faz com que esta maioria dos moçambicanos não exija esses serviços quando não são dados ou quando são dados com péssima qualidade.

O governo esconde ao povo que os serviços públicos constituem direito do cidadão. Isso sim, pois se não escondesse haveria sensibilização acerca. Recursos de informação e sensibilização não faltam. Sublinhe-se. É que o partido no poder consegue atingir e comunicar-se com o povo, do Rovuma ao Maputo e do Zumbo ao Índico quando se trata de campanha de eleições, mas já não consegue fazer o mesmo pela divulgação de direitos do cidadão.

A Educação, que o saudoso presidente Samora quis que fosse instrumento para o povo tomar poder é, hoje, instrumento do governo para o povo perder poder. Afinal, o que somos de dizer sobre um sistema educacional em que se chega à décima segunda classe sem perspectivas do futuro? E mais, sem habilidades para escrever o mais curto parágrafo possível livre de gravíssimos erros ortográficos?

Os direitos dos moçambicanos são drenados, pelo governo, para estrangeiros. Prova disso é a concessão de hectares e hectares de terra a investidores estrangeiros e quase nenhum centímetro a nacionais.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Cidadania

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s